MENU

A PESQUISA DE FIGURINO PARA O CINEMA E PARA A TV

A PESQUISA DE FIGURINO PARA O CINEMA E PARA A TV

A PESQUISA DE FIGURINO PARA O CINEMA E PARA A TV

 

O que filmes como Maria Antonieta e Gangues de Nova York têm em comum? Além da temática de época, ambos são bastante lembrados pelos figurinos e pela direção de arte. Mas, como é feita a pesquisa para apresentar na grande tela os elementos visuais e de moda de épocas tão distintas?

Segundo a figurinista Yael Amazonas, professora da Escola São Paulo, existem alguns caminhos básicos a serem seguidos na elaboração de qualquer peça de época, seja para o Cinema, para a TV ou para o Teatro. Tudo depende da orientação da direção de arte da produção, que pode determinar uma linha completamente fiel ao período retratado ou optar por uma reinterpretação dos elementos presentes na época.

Milena Canonero, figurinista do filme Maria Antonieta, por exemplo, fez uma livre interpretação das roupas que eram utilizadas no período da queda da Bastilha. Gangues de Nova York, de Martin Scorsese, também. Sandy Powell, a figurinista do filme (e premiada com três Oscars), fez escolhas livres a partir de estudos da época. “E o resultado é maravilhoso, cheio de personalidade, mas sem deixar de nos levar a 1863, o período retratado no filme”, afirma Yael.

Quando se trata de produções para a TV, no entanto, a dinâmica é diferente, de acordo com a figurinista. O que se vê em uma novela, seja em cena ou vestindo os personagens, está acessível à compra ou à cópia imediata, um mecanismo bastante explorado pelos anunciantes e pelo comércio.

A atual novela das 21h da TV Globo, “Força do Querer”, por exemplo, deu impulso à onda do Sereísmo, sucesso há algum tempo no mundo da moda, na qual seus adeptos aderem às cores, estilos e costumes das sereias e, claro, aos produtos derivados dele, como roupas, maquiagem e acessórios. “Justamente por conta do incentivo à venda de roupas e acessórios apresentados em cena, há na TV um compromisso com a audiência e um cuidado para que o público tenha identificação com os personagens e queira ter acesso ao estilo deles na vida real”, explica Yael.

 

Quer saber mais sobre figurino para produções audiovisuais? Então não perca o curso “Styling em Cena”, com Yael Amazonas e Helena Pimenta, na Escola São Paulo. Inscreva-se aqui!

 

#escolasaopaulo #descubra #reinvente #viva

julho 14, 2017 Comments (0) REINVENTE

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »